Citibank, Diners e Shopping Cidade Jardim se unem em uma parceria saborosa e exclusiva

Clientes Citibank e Diners Club vão saborear vantagens exclusivas no charmoso Shopping Cidade Jardim.

Até o dia 21 de julho de 2013, os estabelecimentos gastronômicos do shopping participantes, oferecerão sobremesas, cafés ou descontos para os clientes que pagarem a conta com cartão de crédito Citibank ou Diners Club. Confira a lista de estabelecimentos e suas vantagens:

Screen shot 2013-07-04 at 12.42.41 PM

Para saborear, basta avisar no momento do pagamento da conta que irá utilizar um dos cartões – crédito Citibank ou crédito Diners Club. Não há necessidade de fazer reserva prévia ou limite de uso, o que torna a parceira ainda mais convidativa!

Aproveite e bom apetite!

 

*Oferta válida de 1 a 21/7/13. Promoção válida para cartões de crédito Citibank e Diners Club. A concessão das vantagens pelos estabelecimentos Adega Santiago, Café Daslu, Lanchonete da Cidade, Rive Gauche, Espaço Árabe e Sottovento fica condicionada ao consumo de um prato principal pago com cartões Citibank ou Diners Club. A concessão da vantagem pelo estabelecimento Di Capri fica condicionada à compra ou consumo de qualquer produto da loja. A concessão da vantagem pelo estabelecimento Kopenhagen fica condicionada à compras acima de R$ 100,00 (cem reais). A concessão da vantagem pelo estabelecimento Diletto não é aplicável aos picolés Pizza Brás Chocolate com laranja siciliana e Cookies Lanchonete da Cidade.

Como evitar fraudes envolvendo contas e dados bancários

fraude-blogJá ouviu falar de Engenharia Social?

Engenharia social é a prática utilizada para se obter informações sigilosas ou importantes de empresas e sistemas, enganando e explorando a confiança das pessoas.
Esta prática, apesar de conhecida, continua se remodelando e fazendo novas vítimas de fraudes bancárias.

O Fraudador faz contato direto com a vítima via telefone, email ou pessoalmente e utilizando-se de técnicas de comunicação, exploração de confiança e postura profissional obtém as informações necessárias para aplicar uma fraude, uma invasão de contas por exemplo.
Há outros tipos de técnicas aplicadas pelos fraudadores.

O “Phishing”, termo oriundo do inglês (fishing) que quer dizer pesca, é uma forma de fraude eletrônica, caracterizada por tentativas de adquirir dados pessoais de diversos tipos; senhas, dados financeiros como número de cartões de crédito e outros dados pessoais. O ato consiste em um fraudador se fazer passar por uma pessoa ou empresa confiável enviando uma comunicação eletrônica oficial. Isto ocorre de várias maneiras, principalmente por email, mensagem instantânea, SMS, dentre outros. Como o nome propõe (Phishing), é uma tentativa de um fraudador tentar “pescar” informações pessoais de usuários desavisados ou inexperientes. (fonte:Wikipédia).

Pensando em proporcionar maior segurança aos nossos clientes, o Citi destaca algumas dicas que previnem ações fraudulentas em contas bancárias:

– Nunca divulgue sua senha do Internet Banking a terceiros e troque-a a cada 30 dias;
– Utilize senhas de difícil adivinhação e fique atento ao digitá-la na presença de outras pessoas;
– Guarde sua senha com o mesmo cuidado que tem com seus objetos de valor, não anotando-a em talões de cheques, verso do cartão de débito/crédito, agendas, arquivos de computador ou em locais que outras pessoas possam vir a ter acesso;
– O código eletrônico, senha para confirmar algumas transações para outras contas, é solicitado em caso de segurança adicional, deve ser enviado por SMS aos celulares que você autorizar e é válido por uma sessão ou até 24 horas após a solicitação;
– Ao digitar sua senha no teclado virtual do Internet Banking você ganha uma proteção adicional contra vírus ou programas que capturam dados e que podem estar instalados em seu computador;
– Com a mesma funcionalidade, o teclado codificado do Internet Banking fornece uma tabela de letras diferente a cada transação, o que aumenta a segurança de suas operações cada vez que digita sua senha correspondente;
– O Citi não envia e-mails com link e nem solicita informações pessoais por de e-mails. Por isso, suspeite de mensagens que perguntem informações pessoais;
– Só abra e-mails de fontes conhecidades, preste atenção a e-mails SPAM e com anexos, e cuidado ao acessar o Internet Banking por meio de links.

Pagamento com cartão é um aliado na economia doméstica

*Por Eduardo Forestieri

A pesquisa é de 17 de outubro deste ano. Pode parecer notícia antiga para os padrões das redes sociais, mas acho que ainda vale uma análise do ponto de vista de planejamento econômico.

Estou me referindo aos dados divulgados pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), com relação ao aumento do uso de cartões de débito e crédito pela população, em lugar de dinheiro e cheques.

Considero este movimento muito bom por alguns motivos. O primeiro deles, é que as pessoas estão utilizando as ferramentas financeiras disponíveis para o controle orçamentário. Segundo a pesquisa, a parcela de brasileiros com algum tipo de cartão – seja ele de crédito, débito ou de alguma loja – subiu de 68% em 2008 para cerca de 75% da população brasileira neste ano. Também mais estabelecimentos têm disponibilizado a opção de pagamento eletrônico a seus clientes.

A participação do cartão de débito nos gastos do mês do brasileiro pulou de 19%, em 2011, para 23%, este ano. No mesmo período, a participação do dinheiro em espécie caiu de 43% para 38%. Com isso, a população ganha em segurança e em controle de gastos.

O segundo motivo: o mesmo estudo apontou ainda que a posse de cartão de crédito tem crescido mais entre os consumidores de classe C, ao passar de 41% em 2010, para 45% em 2012; e das classes AB, cuja variação, em igual período, foi de 62% para 65%. O cartão de crédito pode e deve ser usado a seu favor no planejamento da economia doméstica. Uma das vantagens, por exemplo, é escolher a melhor data de pagamento do cartão, para que haja mais dias de crédito no fechamento de cada fatura.

E por falar nela, a fatura pode ser uma ótima fonte para agregar os gastos entre grandes grupos de consumo (lazer, roupas, alimentação, etc.) para que você possa fazer uma comparação saudável da evolução ao longo do tempo. Essa visão é importante para você avaliar para qual grupo vai a maior parte dos seus gastos e qual deles vem crescendo ao longo do tempo. Isto nada mais é do que calcular a inflação pessoal e dessa forma poder acompanhar e controlá-la, diminuindo ou buscando alternativas para cada tipo de consumo. Outra boa fonte para acompanhar se seus gastos estão subindo a um percentual mais alto que seu salário. Neste caso ou é o momento de segurar os gastos ou talvez seja hora de negociar um aumento e estes números podem ajudar na argumentação.

Além disso, caso seja necessário, o cartão de crédito oferece um limite à disposição para uma eventualidade (e só nestes casos estritamente eventuais).

Por fim, quase todos os cartões de débito ou crédito do mercado estão atrelados a algum programa de benefícios, que podem reverter em descontos, milhagem, prêmios que são boas oportunidades econômicas para quem se planeja para desfrutá-los.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Com o crédito mais barato, devo usá-lo para as contas do dia a dia?

*Por Eduardo Forestieri

Eu devo tomar crédito agora que está mais barato? Estamos num momento de queda na taxa de juros, onde o brasileiro tem mais possibilidades e produtos oferecidos pelas instituições financeiras.

O movimento que o Governo está fazendo é importante, pois estamos nos alinhando às taxas de juros compatíveis com o mercado mundial e buscando uma expansão do consumo via expansão do crédito. Entretanto, os bancos verificam outras variáveis ao analisar qual taxa será oferecida ao consumidor final e não só a boa fase de investimento no Brasil tais como “custo do dinheiro” e a deterioração do índice de inadimplência, que está crescendo. Por este motivo os juros não vão chegar a taxas tão baixas no curto prazo e nem estarão disponíveis a todos os brasileiros. Aqueles com bom nome no mercado, com patrimônio ou com garantias, continuarão a ter melhores margens de negociação dos juros dos empréstimos. Quem não é bom pagador, continuará pagando taxas mais altas (melhores, mas mais altas que a média ofertada).

Depois desta explicação, continuamos indicando o que já era a recomendação de um planejamento financeiro: tomar o crédito somente para formar patrimônio ou ampliar/realizar um negócio. Ou, então, para quitar uma dívida anterior já existente, ficando com outra com juros menores. O ideal não é usar o crédito para o consumo. Sempre deve-se explorar outras formas de negociação como desconto à vista, parcelado sem juros, que podem ser usadas para o consumo.

Outra forma de baratear o empréstimo é alguma forma de garantia a quem libera o crédito, essa modalidade sempre oferece taxas melhores do que os sem garantia, que tem como benefício liberar linhas de empréstimo sem maiores exigências , deixando-as a disposição e por isso a um custo maior.
 

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Elavon realiza primeira transação de pagamento com cartão no Brasil

No dia 1º de fevereiro, a Elavon, empresa de adquirência e processamento de meios eletrônicos de pagamento, realizou sua primeira transação com cartão em território brasileiro, em uma loja de presentes e utensílios domésticos de São Paulo.

O fato marca o início de um período de testes, com aumento gradativo no volume de estabelecimentos credenciados e operações, até que todo o sistema se consolide. A previsão é de que a Elavon estará em pleno funcionamento em julho, incentivando a migração dos clientes para a nova plataforma e, na sequência, lançando novos produtos e serviços.

O presidente da Elavon, Antonio Castilho, explica que o período de testes foi planejado em três fases. Na primeira delas, o fluxo de captura, processamento e liquidação financeira será testado em cerca de dez clientes. A seguir, haverá aumento gradual para 200 pontos de venda, a fim de permitir avaliação do desempenho integral dos sistemas e fazer possíveis ajustes. A terceira fase envolverá testes em uma base de 1 mil clientes. “A partir daí, vamos incentivar os clientes a migrarem seus volumes para nossas máquinas e iniciar a abordagem de novos clientes”, diz Castilho.

As transações capturadas no Brasil passarão pelos sites de concentração da Elavon em São Paulo e no Rio de Janeiro, e depois serão enviadas para os centros de processamento da empresa nos Estados Unidos e Europa. Tudo isso acontece em segundos. “Os centros de processamento da Elavon operam em padrões internacionais de qualidade, com um volume de operações maior do que todo o mercado brasileiro. O únicor fator de variação no tempo da transação é a infra-estrutura de telefonia local, que impacta igualmente todas as empresas do setor”, afirma Castilho.

A meta da Elavon é alcançar 15% de participação no mercado nos primeiros cinco anos de atuação no Brasil.

Sobre a Elavon

A Elavon é uma empresa reconhecida internacionalmente, com presença em mais de 30 países – atua em toda a Europa, nos Estados Unidos, Canadá, Porto Rico e México. Está entre as maiores empresas do setor nos Estados Unidos, atende mais de 1 milhão de varejistas no mundo e realiza mais de 2 bilhões de transações por ano.

No Brasil, a empresa inicia suas operações com uma joint venture entre a Elavon Inc. – subsidiária da U.S. Bankcorp – e a Credicard – subsidiária do Citi. Como diferenciais em relação às adquirentes já estabelecidas no país, a Elavon do Brasil possui capacidade global de processamento e de operar em diferentes países, com o mesmo modelo interligado. Além disso, traz conhecimento e tecnologia mundial e a experiência na gestão de clientes mundiais.

Para atingir a meta de conquistar 15% do setor de credenciamento até 2016, a Elavon do Brasil utilizará sua capacidade global de processamento, ofertando produtos segmentados para o varejo e garantindo a independência das instituições financeiras.

Crédito: um dia você vai conviver com ele

Há uma frase famosa nos Estados Unidos, dita por Benjamin Franklin, que diz: nothing is certain, but death and taxes (nada é certeza, a não ser a morte e os impostos – numa tradução livre). Se ele vivesse em nossos dias, provavelmente acrescentaria a palavra “crédito” em sua afirmação.

Isso porque na economia mundial atual é praticamente impossível que uma pessoa com uma vida financeira bancária ativa (ou seja, que possua conta em bancos) não vá usar um dos produtos de crédito. Seja o cartão de crédito, o cheque especial, créditos imobiliários ou para compra de automóvel, entre outros diversos.

Nos vídeos abaixo, nosso vice-presidente de Risco, Victor Loyola, comenta o crescimento do crédito nos últimos anos e sua importância para fazer girar a economia brasileira. Ele também fala sobre como usar bem o crédito (com dicas valiosas para fazer desta ferramenta sua aliada financeira). No último ele comenta a validade na nova lei do Cadastro Positivo.

A lei do Cadastro Positivo – será que é válida para o consumidor? Loyola acredita que sim. O benefício de ter a informação de adimplência divulgada vale à pena.

Cliente Citi ganha uma garrafa de Chandon nos melhores restaurantes

O Citibank fechou parceria com cerca de 40 restaurantes de São Paulo (SP) e do Rio de Janeiro (RJ), oferecendo diversos benefícios para os clientes. Agora, ao pagar a conta nesses restaurantes com cartões Citi (débito ou crédito), no valor mínimo de R$ 200, o cliente ganha uma garrafa de Chandon Réserve Brut 750ml.

Além desse benefício super exclusivo, o cliente pode ganhar uma sobremesa do menu à sua escolha (para até 2 pessoas) ou o café (para 6 pessoas).

Veja neste site a lista completa de restaurantes participantes.

Um cartão para quem gosta de carros

A Credicard está lançando, para todo o Brasil, o cartão de crédito SulAmérica Credicard, nas versões Internacional e Gold.

Com ele, até 2,5% das compras se transformam em pontos que podem ser trocados por descontos no seguro de automóvel SulAmérica Auto, compra de veículos zero quilômetro ou compra de peças e serviços nos parceiros credenciados. Além disso, com o cartão é possível parcelar o seguro do carro em até seis vezes sem juros.

Para saber mais sobre o cartão, fazer uma simulação e solicitar o seu, visite o site da Credicard.

Credicard Emoções lança campanha na mídia

Para divulgar o cartão de crédito Credicard Emoções, a Credicard lançou nesta semana uma campanha com a presença do cantor Roberto Carlos. Além do comercial e vinhetas na TV Globo, a campanha conta com merchandising, mídia impressa e digital.

O cartão de crédito Credicard Emoções é uma parceria do cantor com a Credicard e oferece benefícios aos fãs do artista. Dentre as vantagens, estão a pré-venda exclusiva de ingressos para seus shows, a chance de concorrer a uma viagem no Cruzeiro Emoções em Alto Mar em 2012 e a possibilidade de conhecer o ídolo pessoalmente.

A Credicard é também a patrocinadora oficial do show de Roberto Carlos, no dia 7 de setembro, em Jerusalém. O show será veiculado na TV Globo no dia 10 para todo o Brasil.

Veja abaixo o teaser da campanha estrelada pelo cantor:

Sala VIP do aeroporto de Congonhas é reaberta

Foi reinaugurada, em São Paulo, a sala VIP no aeroporto de Congonhas. Após uma reformulação arquitetônica e estrutural, os clientes Citibank e Diners podem agora desfrutar de mais comodidade e conforto enquanto aguardam o embarque para suas viagens.

O espaço exclusivo, que anteriormente permitia acesso somente aos clientes Diners e AA Black, foi ampliado para receber os clientes Citibank*. Dentre as novidades, estão à disposição serviço de buffet, novos computadores com acesso à Internet, serviço wireless com maior capacidade, os jornais O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo e revistas, e adequação para deficientes.

Além da nova sala no aeroporto de Congonhas, os clientes terão também acesso às Salas VIP dos aeroportos de Guarulhos (SP) e Santos Dumont (RJ), que têm previsão de finalizar suas reformulações no último trimestre deste ano.

A Sala VIP fica aberta todos os dias, das 5h30 às 23h00, e conta com televisores, painel de vôo e telefone.

Aguardamos sua visita!

*Somente os cartões Diners Club, AAdvantage MasterCard Black e Credicard Platinum permitem o uso das salas VIP dos aeroportos.

**Para acessar a sala é necessária a apresentação do cartão e do cartão de embarque. O benefício não é válido para acompanhantes.