Seguro de vida é opção para quem deseja proteger a família

bolhas_citivida_blogComeço de ano. Tempo de resoluções, de deixar o que passou para trás, de planejar e de pensar no futuro. Momento mais que ideal para unir a família e avaliar o que é possível fazer para mantê-la em segurança. Afinal, não importa a idade, ninguém está livre de acidentes e contratempos.

Foi pensando em trazer mais comodidade e tranquilidade às famílias que o Citi desenvolveu o CitiVida, um plano de seguro de vida com opções para atender às necessidades de cada um. Dessa forma, é possível proteger quem se ama de maneira responsável e estudada.

O tema pode ser incômodo para alguns, mas tem ganhado mais espaço nos lares brasileiros. Isso porque as famílias estão percebendo, cada vez mais cedo, a importância de se planejar para o amanhã, discutindo e incluindo no planejamento financeiro ações de longo prazo.

No caso do CitiVida, as coberturas variam de R$ 15 mil a R$ 2 milhões, de acordo com os serviços oferecidos e as prioridades de cada cliente. O portfólio inclui garantias para morte acidental ou natural, invalidez por acidentes, doenças graves, internação, assistência funeral, assistência para viagens nacionais e internacionais, segunda opinião médica, além de cobertura de morte do titular e assistência funeral para a família, entre outros recursos.

Ele está desmembrado em três produtos: o CitiVida Mais, um dos mais completos do mercado; o CitiVida IPD-F, um dos primeiros e mais tradicionais planos do banco; e o Citi Acidentes Pessoais, que inclui indenização especial em casos de acidentes aéreos. Para aqueles que desejam ampliar sua segurança familiar, existe ainda o CitiVida Complementar, para clientes que já possuem um seguro de vida Citi.

Projetar o futuro e pensar na família é essencial. Assim, medidas que tragam benefício em vida são importantes ferramentas para tornar o cotidiano mais estável e confortável. Para conhecer melhor os produtos, acesse o portfolio: http://www.citibank.com.br/seguros.

Nas férias, preocupe-se com as férias

Está bem próximo já o período de férias escolares e festas de final de ano. Nem parece, como voa, não é? É a época em que há mais movimentação das famílias em geral em viagens tanto no Brasil ou no exterior.

A primeira dica para este período é o que sempre falamos: planejamento. Quanto mais cedo, mais opções de lugares, de tarifas e de acomodações estão disponíveis para montar um pacote. Pela internet, telefone ou indo pessoalmente às agências de viagem, pesquise. Em seguida, negocie. Parece que estamos falando o óbvio, mas estas três ações dão muito resultado: então, planeje, pesquise e negocie.

Ao fazer o planejamento, alguns aspectos práticos podem vir à tona. Por exemplo, a segurança da sua casa e do carro na sua ausência. Ou com quem deixar o seu animal de estimação, caso o hotel não aceite seu bichinho.

E quais os procedimentos se sua bagagem for perdida? Ou se o seu cartão for roubado em outro país. O que fazer se for acometido por uma virose, ou  se esquecer seu medicamento no quarto do hotel da cidade por onde passou?

São dúvidas que podem desviar você da parte agradável do planejamento da sua viagem, a não ser que haja alguém pensando nisso por você.

Existem seguros feitos para quem viaja ou irá passar uma temporada fora de casa. Desde coberturas ao imóvel, opções para deixar seu animal de estimação; até auxílio se a bagagem foi perdida, o vôo atrasar ou se você precisar de uma assistência médica. Vale à pena incluir na lista de afazeres para as férias, conhecer estes produtos e serviços.

Outra dica é a compra da moeda estrangeira. Aqui também vale o conselho do planejamento. Comprando com antecedência, você pode conseguir melhores taxas de câmbio. E nós sabemos bem disso, pois temos a experiência de quem trabalha com diversos tipos de câmbio – de papel moeda a cartão de débito.

Já escolheu seu destino nestas férias? Então, começe hoje a planejar e, última dica, busque respostas para todas as suas dúvidas antes de embarcar.

Seguros de vida tem aumento de 13,2% em agosto

A Superintendência de Seguros Privados – a Susep, órgão do governo que controla as empresas de seguros de vida e previdência, divulgou o aumento de 13,2% na aquisição de seguros de vida em agosto, em comparação com igual período no ano passado.

O dado somente ilustra uma realidade: as pessoas estão dando mais atenção para este tipo de modalidade e compreendendo a importância para si e para a família de uma segurança como esta. A adesão a esse tipo de seguro evolui, também, na medida em que se percebe a importância do planejamento de renda familiar.

O seguro de vida dispõe recursos para que o segurado restabeleça sua vida financeira em caso de invalidez. Ele também garante a seus dependentes proteção econômica na ocorrência de uma fatalidade. Também há a opção em que o segurado usufrui do seguro em vida, no caso do diagnóstico de uma doença grave, mantendo o capital para as demais cláusulas seguradas (morte ou invalidez, por exemplo).

As famílias têm adotado também o seguro que oferece como benefício de cobertura a assistência em caso de viagem nacional ou internacional. Esta é uma tranquilidade a mais para quando estamos distantes de casa e dos hospitais e médicos aos quais estamos acostumados. E por falar neste assunto, ter cobertura hospitalar é um item que vale à pena checar se o seguro de vida oferece. Ah! E se você não tem dependentes, um seguro contra acidentes pessoais pode ajudar a recompor suas finanças num momento inesperado.

Não importa a idade, se você tem ou não filhos, o seguro de vida faz parte do planejamento financeiro pessoal. E cada um tem um perfil diferente.

Temos em nosso portifólio de seguros coberturas que vão de R$ 15 mil a R$ 2 milhões. Consulte o seu gerente de relacionamento. E você pode curtir todos os momentos com mais tranquilidade!

Disclaimer: Seguro comercializado pela Citibank Corretora de Seguros Ltda., código SUSEP 059526.1.022829-0, CNPJ 63.058.648/0001-39 sob responsabilidade de Metropolitan Life Seguros e Previdência Privada S.A., código SUSEP 0635-1, CNPJ 02.102.498/0001-29. Processo SUSEP Vida em Grupo 15414.003394/2009-18 (Processo referente aos planos CitiVida IPD-F, CitiVida Mais e CitiVida Complementar), Acidentes Pessoais 15414.003395/2009-54 (Processo referente ao plano CitiVida Acidentes Pessoais) e Renda de Eventos Aleatórios 15414.003506/2009-22 (Processo referente ao plano CitiVida Complementar). O registro deste plano na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. O segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros no site http://www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na SUSEP, nome completo, CNPJ ou CPF. Este seguro é por prazo determinado tendo a seguradora a faculdade de não renovar a apólice na data do vencimento, sem devolução dos prêmios pagos nos termos da apólice. As disposições aqui referidas são uma breve descrição do produto. Restrições se aplicam. A aceitação do seguro estará sujeita à análise do risco. Leia na íntegra as Condições Gerais do Produto. Para informações adicionais converse com nossos especialistas.

Para que fazemos seguros?

É. Quando chega o débito do seguro em nossa conta, sempre passa – mesmo que de relance – na nossa mente “qual o objetivo desta despesa?” Bom, o próprio nome já responde: segurança.

Fazemos seguros para que possamos dormir um pouco mais tranquilos com relação ao nosso futuro e qualquer incidente que possa ocorrer no meio deste caminho. Seja com relação a patrimônios físicos (casa, carro, equipamentos de trabalho) ou à bens sem preço (a vida, a saúde, o futuro dos entes queridos), tudo aquilo que somos e conquistamos merece ser preservado de um risco que nós não podemos controlar.

Mas talvez a pergunta inicial não seja correta. Fazer um seguro é algo que faz sentido. Talvez a dúvida esteja no investimento que é feito. Bem, nem todos precisam de todos os seguros do mercado. E sua necessidade certamente muda, conforme a vida acontece. Daí a importância de ter especialistas para ajudá-lo a fazer a escolha mais adequada às suas necessidades e ao seu estilo de vida.

Com uma orientação adequada, você certamente verá que a contratação de um seguro gera mais certezas que dúvidas.

A hora de trocar o futuro pelo presente

*Por Eduardo Forestieri

As crianças são o futuro. Este é um dito que ouvimos há milênios. Um dia disseram esta mesma frase sobre nós. Bem, nosso futuro chegou e as crianças que fomos um dia se transformaram em adultos. E este é o momento que temos para fazer o melhor possível do presente para que no futuro nossas crianças tenham uma vida melhor.

Esta é a semana do Dia das Crianças e podemos aproveitar a oportunidade de dar a elas um presente para a vida. Um plano de previdência privada é uma das opções a oferecer aos filhos, netos, sobrinhos e afilhados nesta data.

Eu comentei sobre este assunto no início do mês. Dê uma lida: “Dando o futuro de presente”.

Além disso, a legislação vigente para os produtos de renda complementar concede vantagens financeiras, tributárias e no processo sucessório aos investidores dos planos PGBL (Plano Gerador de Benefício) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre).

Outro diferencial da previdência privada são os benefícios sucessórios. Em caso de falecimento do investidor, o saldo acumulado em planos PGBL e VGBL não integra o inventário e é transferido aos beneficiários imediatamente após aviso e análise da seguradora.

Ou seja, não espere. Se ainda não pensou nisso, faça agora, antes que o futuro se transforme em passado e seja tarde.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Dando o futuro como presente

*Por Eduardo Forestieri

No próximo mês teremos o Dia das Crianças. E há aqueles que, planejando, já pensam nas festas de final de ano. Hoje minha dica é sobre um presente que você pode dar agora para seu filho, sobrinho, afilhado e ele lembrará de você pela vida toda.

Quando falamos de educar financeiramente uma criança, logo vêm à mente um porquinho-cofrinho, ou negociação de brinquedos e o valor da mesada. Entretanto, podemos mostrar a elas que é possível também guardar para quando formos mais velhos. A criança não tem uma capacidade de pensamento abstrato e até os 6 ou 7 anos ela não consegue visualizar um período de tempo logo, ou entender uma poupança para “a faculdade”, por exemplo.

Mas é válido mostrar que é possível guardar dinheiro para coisas quase imediatas (um brinquedo, um passeio), e para algo maior, que levará mais tempo.

Presentear uma criança com um plano de previdência, abrir uma poupança ou incluí-la como beneficiária em um plano de seguro é uma forma de educar a partir de um exemplo concreto para o planejamento do futuro.

A partir de um aporte inicial, você pode, por exemplo, combinar com a criança que a mesma quantidade que ela economizar no cofrinho para comprar um brinquedo, por exemplo, você colocará na previdência ou poupança. Assim, ela começa a fazer uma relação de paridade e possibilidade de economia.

Conforme ela ficar mais velha, você pode mostrar a ela o saldo da poupança ou previdência e fazer comparativos com o valor de uma viagem, ou de um curso que ela queira fazer e que poderão ser concretizados com aquela economia. Incentivando, você pode mostrar à criança o valor de algo “conquistado” (e não simplesmente “ganhado”)

Independendemente da forma, presentear uma criança com algo que ela vá usufruir mais à frente, é mostrar uma preocupação genuína com o futuro dela. Já pensou nisso? Se programe para o futuro delas começar já no próximo dia das crianças!

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

O seguro morreu de velho

*Por Eduardo Forestieri

Você provavelmente já ouviu a expressão que dá título a este post. Um ditado antigo, herança dos nossos compatriotas portugueses, que vem do latim se + curus, ou seja, livre de cuidados e preocupações. O termo existe em nossa língua desde o século XIII e quer dizer protegido, isento de riscos, firme, confiável e prudente. E este ditado é o tema de nosso papo de hoje: “Como me planejar para os riscos do dia a dia?”

Estamos todos sujeitos a situações inesperadas, seja provocadas pelo homem (incêndio, furto, assalto, acidente) ou pela natureza (raios, queimadas, enchentes). Os riscos estão no cotidiano de todos, independentemente da região onde mora, da profissão que exerce ou da condição que tem de vida. Temos dois aspectos a serem abordados nesta questão: o de comportamento e de minimização de efeitos.

No primeiro, planejar o risco é entender qual seu estilo de vida, e quais pequenas mudanças de atitude poderiam ser adotadas para reduzir a possibilidade de um incidente. Aqui podemos incluir todas as dicas e conselhos sobre atenção com a saúde, ao dirigir, na prática de um esporte mais radical, ao trocar uma lâmpada ou usar um equipamento ou ferramenta; viajando de carro, ônibus, trem ou avião; estar mais atento em locais escuros, desertos ou desconhecidos. Se analisarmos cada etapa do nosso dia, certamente descobriremos atitudes e comportamentos que podem nos deixar mais seguros, sem obviamente, cair no exagero (o que transformaria a vida num eterno risco).

Quando precisamos minimizar os efeitos de algo que não pode ser evitado, podemos contar com os seguros. Bem aplicados, estes produtos podem garantir uma proteção contra falta de renda, roubo, enchentes e o que mais for necessário. Este planejamento requer uma avaliação dos pontos de mais risco e de maior importância na vida de cada um. O que quer dizer, que não é o mesmo grupo de seguros que servirá a todos. Meu conselho é conversar com o especialista – seja ele seu gerente, um planejador financeiro ou agente de seguros – para que, juntos, possam identificar aqueles mais adequados, com melhores benefícios e com as coberturas adequadas para seu perfil e fase da vida enfim à sua realidade.

Pensando antes, você conseguirá ter uma nova atitude frente aos riscos e minimizará ao máximo os inconvenientes de um incidente. E, interpretando o ditado: até a pessoa segura morrerá um dia, mas será de uma forma melhor e mais bem planejada.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Proteção redobrada neste verão

Verão. Férias. Mais pessoas nas estradas, principalmente nas litorâneas. Neste período, a atenção deve ser e estar redobrada! Para proporcionar mais segurança e tranquilidade nesta temporada, a SulAmérica colocou à disposição de seus clientes um pacote de medidas preventivas, que tiveram início no Natal e irão até o Carnaval.

Entre as medidas está a intensificação da equipe de atendimento nos litorais de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco. O reforço contempla apoio adicional de reboque e motos para socorro mecânico, além do suporte com serviços da Assistência 24 Horas, como chaveiro, borracheiro e carga de bateria.

Em São Paulo, essa operação especial contempla todo o litoral. Na Bahia, os reforços são na Ilha de Itaparica; em Pernambuco, atinge Porto de Galinhas, Maracaípe e Muro Alto. No Rio de Janeiro, a região dos Lagos e as cidades de Angra dos Reis, Parati, Rio das Ostras, Barra de São João, Unamar, Niterói e São Gonçalo têm a cobertura ampliada.

Nem precisa falar: antes de viajar, cheque o estado do seu automóvel

Férias. Mesmo que você não esteja de férias, este período de final de um ano e início de outro é um momento em que tiramos o carro mais vezes da garagem. Daí a importância de fazermos aquela boa checagem do automóvel.

Em casos de viagens, um item relevante são os pneus. E cliente Citi/Sulamérica Auto tem alguns benefícios que podem ser usados neste mês de dezembro:

25% de desconto em pneus e serviços diversos no HC Pneus

Pneus Pirelli P400 por R$ 129,90 cada e até 20% de desconto em outros serviços da Della Via

Você só precisa apresentar seu cartão de associado nas lojas acima para aproveitar os benefícios.

Veja ainda esta lista de itens importantes a serem observados em seu automóvel.

Antecipar as compras de Natal é a dica para economia doméstica


As vendas no varejo entre os dias 5 e 11 de outubro – véspera do Dia das Crianças tiveram um crescimento de 5,8%, frente ao mesmo período do ano passado, segundo pesquisa da consultoria Serasa Experian. O índice, entretanto, foi inferior ao período de 2010 ante 2009 (12%). A boa notícia é que após um “dia comemorativo”, a tendência do comércio é baixar os preços e lançar promoções para finalizar e renovar os estoques de produtos.

Esta segunda quinzena de outubro se torna, então, um bom período para antecipar as compras de Natal para as crianças. A economia deste planejamento antecipado ajuda no equilíbrio das contas em dezembro e no primeiro trimestre do início de ano, já tão repleto de contas.

Os clientes CitiAutoSulAmérica poderão aproveitar descontos especiais na compra de brinquedos em outubro em sites de grandes lojas. Na Americanas.com e no Shoptime o desconto é de 10%, enquanto no Submarino o benefício chega a até 30% em uma lista especial de produtos.

Para saber mais, acesse: SulAmérica Mais