Investir em imóveis sem se preocupar com as etapas de construção

*Por Eduardo Forestieri

Já dizem os investidores tradicionais, que constroem patrimônios paulatinamente, que a divisão de poupança ideal é aquela que contempla “pedra, tijolos e papel”, numa referência ao mercado de ouro, imobiliário e financeiro. Independentemente disto, os imóveis tem aumentado seus valores ultimamente, a pergunta é será que já não estão supervalorizados ou até quando vão continuar a subir?

Entretanto, como não há um critério técnico definitivo que possa afirmar se o valor de um apartamento vai ou não subir. Tomando esta verdade como parâmetro, adquirir um imóvel com o objetivo de vendê-lo por um preço mais alto pode ser considerado especulação. Essa é uma palavra que geralmente vem associada a uma conotação negativa, mas isso não é verdade no mercado financeiro, afinal se não houvessem especuladores quem iria correr mais risco do que a maioria da população para buscar mais retorno?

Mas o que você acha de aumentar seu poder de negociação investindo coletivamente em imóveis com outros investidores ? Fundos de investimento imobiliários oferecem os benefícios a investidores individuais da compra de um ou mais imóveis comerciais e ainda tendo a rentabilidade ( normalmente em função do aluguel) para pessoa física líquida de imposto de renda. Em uma necessidade de liquidez, é possível negociar algumas cotas do seu fundo, vendendo parte da sua posição, o que não seria possível no caso de aquisição direta de um imóvel , não é possível vender um cômodo, só o imóvel inteiro. Outro benefício é poder investir em fundos que tem grandes imóveis comerciais ou residenciais sem se preocupar com toda a burocracia nem documentação (escrituras, etc) que normalmente envolvem a aquisição dos “tijolos” em forma de imóvel.

Esse é um veículo de investimento que vem a cada dia se tornando mais comum, mas como tudo devem ser analisados os riscos, sejam de oscilação dos preços das cotas listadas em bolsa, da vacância do imóvel, das condições de aquisição e término de eventuais garantias, entre outros riscos a serem analisados, converse com seu consultor de investimentos para verificar se parte do seu portfólio pode ser composto por estes fundos, se estão de acordo com seus objetivos financeiros e ao seu perfil de investidor.

Veja mais sobre este assunto.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: