“Traduzindo” o cenário e as perspectivas para a inflação brasileira em 2013

07 flasheconomico 02_correto

Nossa equipe de economistas finalizou uma análise da inflação no Brasil, e nós trazemos o texto exclusivo para você, que nos acompanha sempre nas redes sociais! Conteúdo de qualidade e sempre no formato que você espera.

Quando analisamos a inflação no Brasil, em vez de pensar em termos de efeitos estruturais e sazonais, consideramos mais útil dividir o indicador nos seguintes grupos: preços de monitorados, preços de alimentos e preços de bens comercializáveis (produtos que sofrem concorrência externa e, por isso, têm preços negociáveis, tais como soja, milho, roupas) e de bens não-comercializáveis (serviços não negociados no exterior e, por isso, não sofrem influências da variação do dólar).

A volatilidade da inflação no Brasil está bruscamente relacionada aos movimentos nos preços de alimentos, que subiram quase 10% no ano passado. Além disso, o estreitamento do mercado de trabalho produziu um nível alto de inflação não-transacionável, que já gira em torno de 7%. Por outro lado, os preços de de bens transacionáveis monitorados aumentaram parcialmente, contrabalanceando a inflação de serviços.

Preço dos alimentos em 2013

A inflação dos alimentos é a principal responsável pela volatilidade da inflação no país atualmente. De acordo com o nossa avaliação dentro do nosso modelo, a inflação brasileira irá alcançar os 6,6% em junho deste ano, com a inflação dos alimentos atingindo o seu maior patamar, de cerca de 12%. A expectativa de preços mais elevados é consequência do aumento no preço das commodities, aliada a uma taxa de câmbio relativamente estável, que está pressionando a inflação dos alimentos para cima. Se os preços deste grupo seguirem nossas perspectivas e retrocederem ao final do ano, a inflação de 12 meses acumulados no Brasil deve recuar no segundo semestre de 2013. Além disso, vale destacar que a presidente Dilma Rousseff já anunciou que espera eliminar impostos de alimentos essenciais.

Expectativas para preços de serviços no Brasil

Já a inflação de bens não-transacionáveis gira em torno de 7% a 8% desde 2010 por causa do estreitamento do mercado de trabalho. Em 2012, a taxa de desemprego estava em 5,5%, nível significamentemente mais baixo do que os 6% vistos em 2011 e dos 6,7% registrados em 2010. Para este ano, não esperamos uma piora no mercado de trabalho a ponto de afetar consideravelmente os preços de bens não-comercializáveis. Mesmo com menor aumento do salário mínimo, nós acreditamos que esses valores continuarão a subir dentro da faixa de 7% a 8% em 2013.

Perspectiva geral para o ano

Ao longo deste primeiro semestre, a inflação será consideravelmente afetada por efeitos pontuais. O corte de 18% no preço da conta de energia dos cidadãos irá afetar os números de janeiro e fevereiro, com um impacto estimado em torno de -60 pontos percentuais. Por causa disso, os preços de monitorados contribuirão para conter a elevação da inflação em 2013, aumentando apenas 2,5%.

No entanto, cortes em impostos para carros – que estão sendo gradualmente reduzidos neste primeiro semestre (gerando um impacto de cerca de +30 pontos percentuais) – junto ao aumento no preço de cigarros em janeiro, estão pressionando os preços de bens comercializáveis, que devem aumentar em torno de 6% neste ano, após registrarem uma elevação benigna de somente 2,96% em 2012.

Portanto, mantemos nossa previsão de inflação em 5,6%, perspectiva que representa uma modesta queda em comparação ao cenário de 2012, quando o indicador estava em 5,8%. Vale destacar que, se os preços do grupo de alimentos não seguirem nossas expectativas, isso poderia engatilhar uma revisão na posição da nossa política monetária, considerando que o Banco Central não tem muito espaço para manobrar um choque negativo.

Tem alguma dúvida? O que você achou? Escreva para nós!

Anúncios

One Response to “Traduzindo” o cenário e as perspectivas para a inflação brasileira em 2013

  1. O texto explicativo é regular.Pós, não foi comentado a resolução desse quadro que o brasil enfrenta.Sendo que 99% dos leitores brasileiros são da classe menos favorecida.Favor ,se possível,publicar outro texto que reflita dobre a resolução.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: