Estes pontos podem definir sua escolha por uma previdência privada

*Por Eduardo Forestieri

No post anterior, dei algumas dicas para usar o 13o. salário. Entre elas, estava o investimento em sua aposentadoria, pensando num plano de previdência privada. Continuarei hoje este assunto, indicando alguns pontos que você deve observar ao escolher um produto destes.

Logo de início, a regra é simples: quanto mais jovem, menor precisa ser a contribuição para resultar no montante que você deseja receber mais para frente. É possível optar por um aporte grande inicial, depósitos periódicos e constantes, ou até contribuições esporádicas. Tudo depende da forma como você faz o planejamento financeiro. Mas meu conselho é se programar para fazer um aportes constantes no plano, como se fosse uma conta a pagar com o nome “Aposentadoria”.

O segundo ponto é avaliar os custos do plano. Os dois principais são a taxa de administração e a taxa de carregamento. A primeira é o valor anual descontado pró rata/dia pela gestão do plano. Em outra palavras é o que você paga ao gestor para colocar a estratégia de investimentos em prática no seu plano de previdência. Sempre compare as taxas oferecidas pelas instituições antes de escolher seu plano. E lembre-se: quando você consultar a rentabilidade obtida pelo seu plano, saiba que esta já considera a dedução da taxa de administração correspondente.

A taxa de carregamento pode ser cobrada sobre o valor da contribuição e/ou quando você resgata. Ela pode ser de no máximo 10% e tem como finalidade custear as despesas administrativas da instituição.
Dê preferência aos planos que cobram carregamento que tenham isenção desta taxa ou que cobram o menor valor.

Esta taxa também pode depender de quanto você irá contribuir, ou seja, as melhores taxas estão associadas a maiores contribuições; ou do tempo de permanência no plano escolhido (quanto mais tempo, menor a taxa).

No longo prazo, qualquer meio ponto percentual a mais em qualquer uma das taxas vai causar um grande impacto na sua reserva. Esteja atento para comparar as taxas de cada instituição no momento da contratação.

Terceiro e último ponto: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) ou VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre)? Esta é uma dúvida recorrente. Em resumo, escolha PGBL se você faz declaração de imposto de renda completa. O VGBL para quem declara pela simples. Por quê?

Na declaração completa, você pode usar até 12% do valor das contribuições de um PGBL como dedução do imposto. No caso da VGBL não há este benefício fiscal.

Como a previdência privada é uma forma de renda, é preciso pagar a parte do Leão, e aí há também como avaliar a melhor tributação. Na progressiva, o desconto do imposto é sempre de 15%, feito como antecipação. O acerto restante é feito na declaração anual de imposto de renda. Já a tributação regressiva inicia com um desconto de 35% e vem reduzindo o percentual até 10% em 10 anos. O desconto será sempre feito no resgate.

E não se esqueça de definir quem será o beneficiário da sua previdência, caso você não a resgate e antes de aplicar verifique qual o tipo de investimento mais adequado para seu valor atingir o que você precisa no futuro ( renda fixa, balanceado, multimercado ou até data alvo; falarei disso nos próximos posts).

Se você tem alguma dúvida, escreva aqui. Boa escolha e até.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Anúncios

2 Responses to Estes pontos podem definir sua escolha por uma previdência privada

  1. jocilene says:

    QUE GANHA SALARIO MINIMO TAMBÉM PODE FAZER.?E QUAL PLANO SERIA MAS ADGUADRO BRIGADA ,ABRAÇO

    • citibrasil says:

      Oi Jocilene. É muito bom você pensar na sua vida financeira. Independentemente de quanto seja o seu salário, é importante ressaltar, que quanto antes você iniciar a contribuição para um plano de previdência, melhor, pois você terá mais tempo para acumulação e consequentemente um valor maior no final do período. Para o seu momento atual de renda, a melhor opção de plano é o VGBL, plano este, oferecido pelo mercado com valores iniciais geralmente baixos e que permite aportes adicionais, caso queira complementar o seu plano com recebimento de férias ou 13º salário ao longo do ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: