Pago um plano de saúde ou poupo o dinheiro?

*Por Eduardo Forestieri

Saúde é um dos nossos maiores bens e como tal deve ser respeitada e cuidada. E há muita discussão sobre os planos de saúde (ou seguros saúde), suas coberturas, os valores pagos aos profissionais de saúde, entre outros. Apesar disso, a maioria de nós acredita que o atendimento médico particular é melhor que o oferecido pelo Governo, no sistema SUS. Daí vem a dúvida: pagamos um plano ou seguro saúde? Ou mantemos uma reserva para uma eventual emergência?

Ainda que você tenha total controle das finanças e faça uma poupança para consultas, exames de rotina ou uma possível internação particulares, o melhor é prevenir. Mesmo para quem tem mais recursos e pode ficar tranquilo, uma cobertura de saúde vale à pena, especialmente quando colocamos no lápis o valor dos serviços médico-hospitalares hoje em dia. Uma cirurgia relativamente simples pode ultrapassar com certa facilidade a casa dos R$ 100 mil, incluindo todos os procedimentos e internação.

Ao escolher um plano, leve em consideração o impacto dele no seu orçamento. Se não é possível pagar um plano com direito a quarto individual durante a internação, fique com a enfermaria e sem um rombo no bolso. O essencial é que ele cubra internações e exames, que é o mais caro.

Provavelmente, sua necessidade de uma cobertura de saúde mudará conforme sua vida caminha: ser solteiro ou casado, ter ou não filhos, por exemplo. Planos familiares, de classe profissional ou empresariais costumam sair mais em conta do que os individuais.

Conforme você fica mais idoso, também tenderá a precisar mais de consultas e exames. Lembre-se que quando mais cedo você adquirir um plano, menor será o aumento na sua prestação do plano ou seguro saúde.

Outra dica é verificar quais as coberturas, se você pagará parte do valor das consultas e a qual a rede de hospitais e médicos credenciados. Caso seu médico não seja credenciado do plando que você pretende adquirir, verifique se há opção de reembolso e qual o valor.

Após refletir sobre suas necessidades e selecionar o melhor plano de saúde para você e sua família, confira informações importantes antes contratar o plano (fonte ANS).

Ter uma cobertura particular de saúde é uma decisão não só financeira, mas também de planejamento e do quanto vale à pena para você dormir mais tranquilo.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Anúncios

4 Responses to Pago um plano de saúde ou poupo o dinheiro?

  1. Ligia says:

    Concordo totalmente sobre a importância de um bom plano de saúde. Vivi pessoalmente uma situação em que meu plano cobriu totalmente uma conta no hospital acima de um milhão. Numa situação assim, se tivesse que vender um imóvel eu perderia dinheiro duas vezes, porque jamais conseguiria recomprar o imóvel com a prestação de um bom plano de saúde e também porque o valor do imóvel seria depreciado numa venda urgente.
    Abs. Ligia

  2. Julio Raggio says:

    Bom dia Eduardo, como pessoas físicas poderiam se unir para contratar um plano de saude coletivo e ter um valor mensal menor ? Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: