Profissão: planejador financeiro – um bom negócio

*Por Eduardo Forestieri

Algumas pessoas desconhecem que atualmente o planejador financeiro pessoal é uma carreira profissional com mais de 140 mil formados no mundo, sendo que 60 mil estão nos EUA (lá é uma formação acadêmica iniciada na década de 80). No Brasil, a certificação do planejador é dado pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Formação de Profissionais Financeiros. Essa carreira aqui começou no ano 2000 e hoje existem 800 planejadores no país. Ou seja, é um mercado em franca expansão e cada vez mais brasileiros deverão usar o serviço deste profissional.

De acordo com ranking do Career Cast, que listou as melhores e piores profissões, a de planejador financeiro aparece em 5o. lugar entre as melhores. Por lá quem já trabalha nisso gosta, ganha dinheiro e tem um nível de estresse baixo. Mais do que a venda do serviço bancário, o planejador financeiro tem um campo amplo de trabalho, seja aconselhando e analisando questões de risco, de investimento, planejamento orçamentário, sucessão e tributação.

Interessados? O caminho hoje para ser um planejador financeiro é buscar a certificação. É necessário dois anos de exercício profissional relacionado com planejamento financeiro (gerente de banco, banker, pessoas que trabalham com público, com investimentos, seguros, etc.). No IBCPF é preciso prestar uma prova, subdividida em quatro módulos e, se aprovado, recebe o certificado. São realizadas duas provas anuais, com 30% de aprovação em média. Sem este certificado, a pessoa não é profissional de planejamento financeiro certificado, não segue as regras estabelecidas, não tendo acesso às informações necessárias.

Além disso, você precisa manter-se atualziado com no mínimo 20 créditos anuais comprovados junto ao instituto para manter seu certificado. Estes créditos são obtidos com cursos de atualização, leitura de materiais econômicos disponíveis, participação em congressos, por exemplo.

Depois do certificado, como o planejador ganha dinheiro? A tendência é que o profissional passe a receber por sua prestação de serviço, podendo ou não para uma instituição e receber ou não pela receita proporcionada por produtos indicados.
O Brasil foi o país que mais cresceu nos últimos anos nesta formação de profissionais. Mesmo assim, o número é muito pouco, inclusive para atuação no exterior. Vale a #dica de carreira.

Eduardo Forestieri, CFP®, Superintendente de Produtos de Investimentos do Citi Wealth Management

Os especialistas do Citi estão à disposição para responder as perguntas de nossos leitores. É só deixar sua dúvida nos comentários do blog. Todos os especialistas do Citi que responderem as perguntas desta seção são certificados com o CFP – Certified Financial Planner, concedido pelo IBCPF – Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros

Anúncios

2 Responses to Profissão: planejador financeiro – um bom negócio

  1. Carlos Segundo says:

    Eduardo boa noite.
    Meu nome é Carlos, sou agente autonomo de investimentos e trabalho atualmente na Gradual Corretora como acessor de investimento. Ha algum tempo tomei conhecimento da certificação CFP, ao qual tenho muito interesse em alcança-la. Mas gostaria de tirar algumas dúvidas.
    Como eu disse, trabalho diretamente com bolsa de valores e adoro o q faço. Me tornando um CFP existe a possibilidade de trabalhar como planejador voltado apenas para investimentos em bolsa de valores ?
    Outra coisa, como é o trabalho de um planejador dentro de um banco, por exemplo, e quanto ganha aproximadamente esse profissional dentro da instituiçao ?
    Agradeço muito se puder me responder.
    Atenciosamente.
    Carlos Segundo.

    • citibrasil says:

      Caro leitor,
      não há dúvida que a busca pela certificação CFP é um importante passo para que a abordagem seja feita aos seus clientes de forma mais completa, isso pode mudar a perspectiva de toda e qualquer recomendação que seja feita ao investidor. A prova para certificação é modular, dividindo-se em investimento, seguros e previdência, planejamento fiscal e planejamento financeiro/ ética.
      O planejador financeiro pode ser especialista em algum dos módulos ou ser completo, fazendo um paralelo com o seu caso, não seria muito melhor você conhecer as aspirações dos seus clientes, seus objetivos para o capital, as proteções ao risco ( vida, patrimônio, etc), como está planejada sua sucessão, como ele trata as questões fiscais, como é seu planejamento para aposentadoria, antes de fazer qualquer recomendação no mercado de capitais?
      Um planejador dentro do banco deve também ter essa visão holística da situação financeiro do cliente, analisando-o e recomendando o caminho certo ( e eventuais correções até chegar lá) para que ele atinja todos os seus objetivos da melhor maneira possível.
      Continue lendo a coluna toda segunda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: