Citi Tendências: Queda da Bolsa não precisa ser necessariamente sinônimo de prejuízo

Por Rubens Pellini Filho

Muitos que pensaram em investir no mercado de ações nos últimos tempos devem andar com os cabelos em pé com o desempenho da Bovespa no Brasil. Não é para menos. Desde julho, o Ibovespa caiu pelo menos 10.000 pontos. Uma queda destas é para assustar qualquer um, concordo. Mas, para investir em ações o primeiro requisito é ter sangue frio e analisar a situação com calma.

Quem opera no mercado acionário há tempos e tem experiência, com certeza evitou perdas catastróficas, Inclusive, não custa lembrar, com a introdução do sistema de home-broking surgiram também mecanismos que ajudam o investidor se proteger quando os preços de suas ações caem. E, exceto se você é um day-trader, sabe que quando o mercado anda de lado, o correto é ser prudente. Se for exageradamente prudente, pode até ficar fora do mercado até que ele retome a alta.

Caso você seja um fiel investidor em ações, lembre-se que é na queda que os bons papéis podem ser comprados por bons preços. Porque no auge do efeito manada, quando o mercado é tomado pelo pânico, os aplicadores mais assustadiços costumam vender suas melhores ações por um preço ínfimo. O mega-investidor norte-americano Warren Buffett é um dos que agradecem nesses casos.

Não custa lembrar que na crise de 2008, quando o índice Nasdaq desabou ainda mais que o Ibovespa, Buffett foi as compras. Entre as pechinchas que encontrou estavam as ações preferenciais da General Eletric, onde investiu US$ 1 bi. Em setembro deste ano, a empresa anunciou que iria recomprar aquelas ações por US$ 3,3 bilhões, e também iria pagar os dividendos referentes ao período. Com um lucro da ordem de 230% em três anos, Buffett mostrou mais uma vez porque é o homem mais rico do mundo e também como é bom ter cabeça fria e timing na hora de investir seu dinheiro.

Só existe um Warren Buffett, mas como ele não é mesquinho e compartilha suas idéias com todo mundo, aproveite você também esta lição. Período de queda em bolsa é hora de encontrar oportunidades e investir com segurança e de forma lucrativa quando a maioria se apavora. De qualquer forma, agindo guiado pelo cérebro e não pelo fígado em horas como estas é que o bom investidor protege o seu dinheiro ou lucra quando a maioria está perdendo.

Rubens Pellini Filho, é jornalista com 19 anos de experiência e Pós-graduado em Gestão da Comunicação Empresarial pela FGV, tendo trabalhado no Jornal O Estado de São Paulo e como editor-executivo da Rede Bom Dia de jornais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: