Inflação em maio deve continuar alta

Em maio, a inflação, medida pelo IPCA-15 deverá atingir 0,75%. Esse resultado seria muito próximo aos 0,77% medidos pelo IPCA de abril. A alta nos preços continua associada à forte demanda doméstica e aos custos de transporte, devido ao choque de oferta de etanol. Habitação e saúde também devem ser importantes fontes de pressão na inflação, refletindo os aumentos significativos nos serviços públicos e preços dos medicamentos. Além disso, há o aumento sazonal dos preços do vestuário, com a entrada das coleções de inverno.

Mesmo com inflação em alta, as vendas no varejo continuam em ritmo forte de crescimento, com expansão de 1, 2% em março. Com este novo número, aumentamos nossa previsão de crescimento do PIB no 1º trimestre para 1,4% (4,7% ano sobre ano), o dobro do trimestre anterior.

Nossa primeira estimativa para o 2º trimestre sugere que o PIB deve crescer 1,1% sobre o trimestre anterior, tendo as vendas no varejo e a produção industrial como principais motores desse crescimento. Mantemos nossa estimativa de 4% de crescimento do PIB para o ano de 2011, com possibilidade de ligeiro aumento. Essa previsão assume uma desaceleração progressiva e constante da economia ao longo do ano, com crescimento de 0,8% nos dois últimos trimestres.

O consenso do mercado, segundo a pesquisa Focus do Banco Central, mantém estimativa de crescimento de 4% para o PIB em 2011, mas esse número deve aumentar após a divulgação do PIB do 1º trimestre, no dia 3 de junho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: