Vendas no varejo têm desempenho revisto para cima

Em março, as vendas do varejo cresceram 1,2%, enquanto o índice ampliado expandiu 1,7%, neste último caso refletindo o aumento nas vendas de automóveis (3,8%) e construção civil (2,7%).

Com a revisão dos dois primeiros meses e o resultado de março, as vendas no varejo conquistam sua 11ª expansão consecutiva, destacando o consistente crescimento da demanda doméstica, mesmo após as diversas ações de política monetária implementadas para reduzir o consumo. O resultado de março foi impulsionado principalmente pelo forte desempenho dos alimentos, móveis, eletrodomésticos e vestuário.

Nos próximos meses, as vendas no varejo devem prosseguir com a tendência de alta, apoiada por fundamentos favoráveis no mercado de trabalho como o aumento do emprego e dos salários reais. No entanto, as medidas macroprudenciais já anunciadas tendem a restringir um pouco as vendas, principalmente nos setores mais sensíveis ao crédito, como os automóveis.

Por conta desse crescimento das vendas no varejo, estabelecemos um viés de alta na nossa estimativa de crescimento do PIB no 1º trimestre de 2011, que hoje é de 1,1% para esse período.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: